Buscar
  • Carol Derschner

Ficar em casa

Atualizado: 11 de Mar de 2019

Você já parou para pensar o que faz da sua casa um lar para você?

Ah, ficar em casa. O prazer idealizado de quem está sempre fora de casa... a pilha de louças e roupas com vida própria para quem lida todos os dias com a casa. A maravilha de se esticar no sofá dizendo ao mundo: agora você vai esperar. Ou não! Pois o mundo bate na porta, entra pela janela sem avisar, a chuva molha a roupa no varal, a campainha e o telefone gritam juntos: "você está aí?! olá, olá, onde está você?".


Tem quem goste ou precise ficar mais em casa, tem quem não goste ou precise tanto, somos todos diferentes, mas eu particularmente gosto muito, assim como gosto de passear. Para responder melhor à pergunta "Por que as pessoas gostam de ficar em casa?", antes de tudo, foi preciso responder à outra pergunta que também faz parte dela: "O que é uma casa?". Talvez "ficar em casa" não seja um bom termo, pois é muito genérico e não diz muita coisa, então usemos a palavra habitar, viver, trazer vida a uma casa, tonando dela um lar, mesmo que você more sozinho.


Em toda casa há pistas sobre quem somos

Tudo que há e o que fazemos em nossa casa revela nossa maneira de ver o mundo. O que acreditamos ser importante e priorizamos e o modo como direcionamos nossa vida. Todos os nossos objetivos maiores de vida cabem em nossa rotina. Enfim, a vida em casa aponta sempre para onde queremos chegar. É por isso que uma casa pode guardar muitas virtudes, como o zelo, o cuidado, a beleza, o amor, a criatividade, a união e ainda outras, pois é um espaço de criação. Um espaço criativo, preenchido pelas nossas escolhas, mas também pelos acontecimentos externos, sobre os quais nos debruçamos, transformado o que for possível.


O que sua casa significa para você?

Nos últimos anos, percebi que a ideia da vida caseira costumava ser deixada em segundo plano pela sociedade, como se não tivesse muita importância. A "vida real" parece às vezes ser sempre aquela que acontece fora das casas, sendo que nelas, muitas vezes só se espreme um intervalo entre um banho, um sono e um fim de semana. O exercício de habitar um lar e trazer vida à ele parece, por isso, um tema mais do que interessante.


Falar sobre "por que ficar em casa" e "o que é uma casa" são questões que não podem ser respondidas em separado. Ficamos em casa, ou gostamos de ficar em casa justamente pelo que ela representa para nós!


O que mais guarda uma casa? O que ela pode representar? Coisas diferentes para cada um de nós? coisas parecidas? Para mim ela representa proteção, o lugar onde chegamos e estamos acolhidos. Ela também representa trabalho e descanso, lembrando que em tudo existe um ritmo e ele precisa estar em equilíbrio. Mais coisas: privacidade, silêncio, cuidado, nutrição, reflexão, regeneração, autenticidade, gosto pessoal, destino e história. Afetos, desafetos, rotinas, escolhas, imprevistos, contas e sonhos. Uma coisa com certeza eu aprendi, não são só coisas que se guardam dentro de uma casa! E não basta enchê-la somente com coisas e trabalhar sem parar para consegui-las. Em uma casa há muito mais entre o teto e o chão do que podemos imaginar.


Mas e se, de repente, o acolhimento, a proteção e a felicidade começarem a ruir junto com as paredes? Se em nossa casa passarmos a ser avaliados somente pelo que temos ou gastarmos os dias olhando mais para a vida que acontece na casa dos outros do que nas nossas? Se o silêncio para o descanso pessoal der sempre lugar ao barulho ininterrupto e as brigas frequentemente espantarem o amor entre os moradores, fazendo-o escorrer pelos ralos, o que fazer? Que resta do lar e de sua característica regenerativa se não sua mera função material de abrigar tensas pessoas em trânsito (e por vezes em colisão de objetivos), ao invés de acalentá-las e prepará-las para enfrentar melhor um novo dia?


Descobrir o que faz de sua casa um lar e trabalhar para que as coisas tomem forma neste espaço pode ser um exercício criativo sobre o que acreditamos, o que buscamos e como moldamos o mundo ao nosso redor, para muito além dos limites do quintal. O que fazemos em nossa casa, nosso espaço pessoal, levamos para o mundo. O que fazemos no interior de nossos pensamentos e sentimentos também. Tudo que está dentro sai para fora e perceber isso nem sempre pode ser fácil.


Assim sempre há algo possível de se fazer em um espaço que se habita, sozinho ou acompanhado. Muitas pessoas mudam a vibração de uma casa com uma simples arrumação, outras cultivam ali os melhores pensamentos, conversas e troca de ideias, elevando a atmosfera como um todo. Quem nunca entrou em uma casa de uma pessoa conhecida ou não e se sentiu muito bem? Por isso, experimentar transmutar uma casa em um lar acolhedor, um verdadeiro espaço de regeneração, encontros felizes e fortalecimento pode ser uma experiência fascinante e também gratificante!


#casa #lar #lardocelar🏡 #caseira


VOCÊ JÁ VIU NOSSAS REDES SOCIAIS?